sexta-feira, 31 de maio de 2013

Fiquei um tempo refletindo na situação e percebi que sou péssima em refletir. Não quero fazer o certo. Quero fazer aquilo que me der vontade, quero o mais intenso, o mais confuso, e até arrisco em dizer que quero todas essas decepções...

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Fechei os olhos e por alguns instantes consegui sentir o que já não me faz sentido há tempos.
No sonho você era algo bom, algo que me fazia ficar, me fazia entender...
Era amor e se não fosse, deveria ser algo muito parecido.
Já havia desistido de te contar, relutei com meus próprios sentimentos mas o orgulho foi maior e o tempo já não era o suficiente.
Fui ao teu encontro e te olhei, te olhei de uma forma bonita pra você perceber o que causa dentro de mim...
Você disse que tinha de ir embora e desapareceu junto com o tempo. Eu te entendi e por alguma razão fiquei feliz por isso.
Foi um sonho bom. Daqueles que se acorda e não sabe se é verdade ou mentira, daqueles que você consegue tomar coragem e enfrentar todos os seus medos.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Cheguei em casa depois de um dia cansativo. Um dia cheio de conversas, opiniões, preguiça, e aquela velha vontade de sumir. Tudo o que eu queria era um café quente e você pra mim. Tudo o que eu queria era que as coisas fossem como eu as imagino. Não queria me importar, queria silenciar, tudo e todos.
Não posso ser feliz. Vivo em um mundo onde tudo o que se torna feliz, me deixa pra trás...