quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Ando ocupada com a vida, ocupada assistindo o que as pessoas fazem dela...
Também ando emburrada com o tempo.
Ando, ando e ando... 
Sempre na contra mão com a minha bicicleta velha, tentando não me atrasar.
Me deparo com o passado, o presente e o futuro...
Imagino com qual deles vale à pena sonhar... Dizem que isso é viver. 

quinta-feira, 28 de julho de 2011

O céu era laranja

e refletindo em todas as lembranças, eu jogava sujo. E quanto mais os anos passavam, mais eu me atrevia em dizer coisas que eu já não podia mais sentir. 
Era divertido correr contra o tempo. Eu me sentia menos humana e queria estar conectada cada vez mais com o que eu desconhecia. 
Eu me sentia boba por usar palavras e mais ainda por estar com você.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Era sábado.
Acordei mais cedo pra tentar aproveitar o dia...
Liguei o rádio e tocava uma música do Los Hermanos: "Eu sei é um doce te amar o amargo e querer-te pra mim..."
Não me fez sentido algum, desliguei.
Lembrei... E nesse negócio de lembrar, me lembrei dos outros sábados, os que você estava sempre aqui e eu acordava pra te ver ainda dormindo. Lembrei que jamais conseguiríamos nos suportar.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

desafio que o blog mania de explicação me passsou , tenho que riscar as coisas que eu já fiz :

01. Pagar uma bebida aos amigos.
02. Pegar num tubarão.
03. Dizer “eu te amo” sentindo amor de verdade.
04. Abraçar uma árvore.
05. Achar que vai morrer.
06. Ficar acordado a noite inteira e ver o nascer do sol.
07. Não dormir por 24hrs.
08. Cultivar e comer os teus próprios vegetais.
09. Dormir sob as estrelas.
10. Mudar a fralda de uma criança.
11. Ver uma estrela cadente.
12. Ficar embriagado.
13. Doar coisas pra caridade.
14. Olhar para o céu e achar o cruzeiro do sul.
15. Ter um ataque de riso na pior altura possível.
16. Fazer uma luta de comida.
17. Apostar e perder.
18. Convidar um estranho para sair.
19. Fazer guerrinha de papel.
20. Gritar o mais alto que puder.
21. Pegar num cordeiro.
22. Andar de montanha russa.
23. Dançar como um louco e não se preocupar se estão olhando.
24. Falar com sotaque por um dia inteiro.
25. Estar mesmo feliz com a tua vida.
26. Ter dois hard drives para o computador.
27. Conhecer o teu país.
28. Cuidar de alguém embriagado.
29. Ter amigos fantásticos.
30. Dançar com um estranho.
31. Roubar uma placa/sinal de trânsito.
32. Fazer um passeio de noite na praia.
33. Ficar de coração partido mais tempo do que se esteve realmente apaixonado.
34. Sentar na mesa de um estranho num restaurante e comer com ele.
35. Imitar uma vaca.
36. Fingir que se é um super-herói.
37. Cantar karaoke.
38. Mergulhar.
39. Beijar na chuva.
40. Brincar na lama.
41. Brincar na chuva.
42. Apaixonar-se e não ficar de coração partido.
43. Visitar locais ancestrais.
44. Fazer uma arte marcial.
45. Entrar num filme.
46. Ser penetra numa festa.
47. Ficar sem comer 5 dias.
48. Fazer um bolo sozinho.
49. Fazer uma tatuagem
50. Receber flores sem razão.
51. Representar num palco.
52. Gravar música.
53. Ter um caso de uma noite.
54. Guardar um segredo.
55. Cantar bem alto no carro e não parar quando perceber que tem gente olhando.
56. Sobreviver a uma doença em que se podia ter morrido.
57. Perder dinheiro.
58. Cuidar de alguém com dor de cotovelo.
59. Fazer uma festa legal.
60. Partir o coração de alguém.
61. Fazer um piercing.
62. Andar de cavalo.
63. Fazer uma grande cirurgia.
64. Comer sushi.
65. Ter uma foto sua no jornal.
66. Mudar a opinião de alguém sobre alguma coisa em que acreditas profundamente.
67. Fazer de um inseto um animal de estimação.
68. Selecionar um autor importante que não trabalhou na escola e lê-lo.
69. Comunicar com uma pessoa sem partilharem uma língua comum.
70. Escrever a sua própria linguagem no computador.
71. Pensar que está vivendo um sonho.
72. Pintar o cabelo
73. Ter relação com alguém do mesmo sexo
74. Comer meleca
75. Salvar a vida de alguém. 

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Depois de duas semanas...

voltei para o meu mundo real. O sonho me puxava como um vento ou coisa parecida... Eu tentava correr e lutar contra ele mas eu era fraca, culpa tua! Sentia raiva de ti e só pensava em fugir pra não ter que te olhar mais uma vez.
O tempo era algo que me incomodava e esses meus sonhos me deixavam louca. Eu corria e não chegava à lugar algum.
O sonho fazia mudar meu jeito, minha fala, sorriso... Até mesmo o olhar.
De repente, algo vinha e me sussurrava um adeus. Começava a chuva e depois a escuridão. 
Tudo passava mais rápido e as duas semanas se transformaram em anos! 
Eu já não era capaz de respirar e muito menos entender. Estava presa de novo no sonho e corria pro lado errado dessa vez... O lado em que eu te encontrava e podia apreciar perfeitamente o momento em que você foi embora. 
Eu não podia gritar, chorar e muito menos dizer que te amava. Estava tudo ao avesso... Eu me sentia livre.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Como sempre, depois da tempestade eu vejo um fio de luz se abrindo entre o céu querendo ser um quase azul.
Eu tive medo durante a tempestade e confesso que só conseguia pensar em você enquanto ela alagava todo o asfalto.
Você... Que de um tempo atrás eu classifiquei como um vício, agora percebi que não existe medicação e nem clínicas pra te afastar.